Garatuja e o desenvolvimento infantil

Garatujas e o desenvolvimento infantil!

Garatuja e o desenvolvimento infantil. É de extrema importância para quem atua na área da educação principalmente pedagogia conhecer, estudar as fases do desenvolvimento pelo qual as crianças passam e vão evoluindo. Dessa forma é importante entender que o desenho é uma manifestação natural o qual o professor tem o papel de mediador do conhecimento.

Desenhar faz parte de todo um trabalho com o educando, motricidade fina é um deles. Mas o educador não pode tratar as atividades e o espaço como se fosse transmitir conhecimentos. Ele precisa criar uma rotina criativa de atividades e experiências para que as crianças possam interagir, compartilhar conhecimentos, enriquecendo assim seu repertório.

Já que nesta fase os rabiscos são da forma como elas veem o mundo. Tanto que de acordo com Emília Ferreiro as crianças criam muitas hipóteses antes do processo formal de conhecimento.

Fase da garatuja e brincadeiras

Na fase da garatuja pode surgir muita ansiedade por parte do educador e dos pais, porém é fundamental respeitar as fases da criança, não deixando que esses comportamentos atrapalhem. Orientar os pais também pode ser de grande ajuda nesse processo, trocar informações, fazer uma parceria com a família para que o trabalho com a criança evolua de modo natural.

Criar uma série de brincadeiras criativas tanto no espaço escolar como em casa proporcionará um desenvolvimento maior e enriquecedor a criança.

Papel do professor

O professor deve ter sensibilidade, considerar o conhecimento prévio de cada educando respeitá-lo e contextualizá-lo. Criar espaços cada vez mais desafiadores e criativos, na interação, troca de conhecimentos para que haja um desenvolvimento pleno do educando. Não é simplesmente mediar o conhecimento, mas também criar possibilidades para a aprendizagem.

Dessa forma ao longo do processo o educando precisa ser constantemente estimulado, proporcionando atividades que não sejam meramente de repetição, ou cópias. Neste contexto o professor deve esta bem preparado para oferecer um espaço rico em repertório de atividades criativas, respeitando o ritmo, a fase, as dificuldades de cada criança, porém sempre com foco no desenvolvimento, criando possibilidades e na parceria com a família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *